segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Conhecendo melhor as molas de pilates.



No dia a dia das pessoas as molas estão inseridas, isto é fato, mas nem sempre as percebemos. Carros, tratores, presilhas de cabelo, canetas, colchões, esses são somente alguns exemplos. Quem faz pilates de equipamento sabe a importância de uma mola, ou duas, ou a combinação delas, quem é instrutor de pilates também sabe da sua importância, porém, não sabe do assunto mais do que, "essa é leve, essa é média, essa é pesada", "preciso de molas novas", "quero uma mola longa de tensão leve" e na hora de comprar são muitas dúvidas, zincada, galvanizada, como escolher o gancho da mola, que mola é utilizada nos equipamentos?
Partindo do princípio que as molas são elementos capazes de absorver deformações elásticas e são usadas em funções distindas, concluí-se que sua fabricação depende de materiais e tecnologias diferentes que variam conforme a carga a suportar, o tipo de esforço a fazer, a resistência que deve ter. Ou seja, precisa apresentar alto limiar de elasticidade, fádiga e resistência a ruptura.


As molas podem ser clasificadas em 3 grandes grupos:

1) Molas de Compressão: são as molas que absorvem ou resistem a uma força de compressão.




2) Molas de Tração: são aquelas solicitadas pela tração de seus componentes e devem ter meios de transferir a carga do suporte para seu corpo. Essas são utilizadas nos equipamentos de pilates.



A padronização das cores das tensões fica diferente de fabricante para fabricante. A maioria dos fabricantes trabalha com a seguinte configuração das molas-
  • REFORMER, 5 molas ( 2 pesadas, 2 médias e 1 leve) 
  • Aconselho a fugirem de fabricantes que trabalham com as 5 molas da mesma tensão, entenda que eles fazem isso para diminuir o custo de materiais, compram um grande lote de molas da mesma tensão, para o consumidor final, que somos nós instrutores, não é bom, primeiro em termos de custo, pois se paga o mesmo que se pagaria em molas de diferentes tensões e segundo e não menos importânte, prejudica o atendimento.
  • CADEIRA, 4 molas pesadas
  • CADILLAC e WALL UNIT, 2 molas longas de tensão média, 2 molas longas de tensão leve, 2 molas curtas de tensão leve, 1 mola pesada


3) Molas de Torção: são aquelas cuja solicitação predominante é a torção.




O que é mola Galvanizada?

A galvanização é o processo através do qual o zinco/ níquel é ligado metalurgicamente ao aço, ou onde metais são revestidos por metais nobres, proporcionando ao aço o revestimento anticorrosão mais avançado e eficiente em termos de custo, o carácter também pode ser decorativo e estético. O aço galvanizado é utilizado onde a corrosão é uma ameaça. Ou seja, a mola niquelada ou zincada, é galvanizada! Com zinquel ou níquel, ambos com a mesma função anti-corrosão.

Utilidade:
Proteção;
Melhora na condutividade;
Auxílio na soldagem;
Estética (aparência);
Aglutinação de partículas não condutoras de eletricidade;
Diminuição de atrito;
Aumento da dureza superficial;
Resistência à temperatura.

Quais são os tipos de ganchos das molas de tração?




Qual melhor tipo de gancho para molas de pilates?

Dentre os fabricantes de equipamentos para pilates, alguns utilizam as molas com gancho do tipo "anillo", onde o gancho provêm dos próprios anéia da mola, e outros com gancho "arrollado", onde a mola tem forma cônica. A primeira citada não é tão resistênte quanto a do outro tipo, na maioria das vezes ela se rompe onde o anel da mola vira gancho. Então, vale a pena prestar atenção na hora da compra. Alguns fabricantes que antes utilizavam o gancho tipo "anillo" em suas molas já migraram para o gancho "arrollado". 


Manutenção das Molas  

Segundo a Physio Pilates (um dos melhores fabricantes de equipamentos), "a inspeção das molas é fundamental para manutenção do seu equipamento em condições seguras de funcionamento". Ainda explicam que as molas devem ser inspecionadas semanal ou mensalmente, dependendo da frequência de uso, devem ser substituídas após 3000 horas de uso, por exemplo, o equipamento é utilizado 30 horas por semana, as molas são substuídas de 2 em 2 anos. 


"Busque as fissuras e torções entre as voltas da mola quando ela está em repouso. Não há problema se a mola tiver uma abertura (o elo mais aberto) no cone final (ela é por vezes criada quando o gancho é inserido, durante o processo de fabricação). O corpo da mola, no entanto, não deverá ter abertura de elos. Uma fissura ou torção indica um eventual ponto fraco na mola que poderá aumentar o risco de quebra. Se você perceber que há fissuras ou torção no corpo da mola, interrompa seu uso imediatamente e entre em contato conosco para adquirir novas molas.
Rodízio de Molas - Nos Reformers, você pode prolongar a vida útil das molas fazendo rodízio. Por exemplo, uma pessoa destra tenderia a usar a mola vermelha da direita mais que uma mola vermelha do meio ou da esquerda. Fazendo rodízio com suas molas as ajudará a desgastarem-se mais uniformemente."

Nenhum comentário:

Postar um comentário