sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Os benefícios do Círculo Mágico



O Círculo Mágico, também conhecido como Anel de Pilates, é um aro flexível, que possui duas empunhaduras em lados opostos. Ele mede cerca de 40 centímetros de diâmetro, e é comumente fabricado através de uma espécie de metal flexível. Existem alguns modelos feitos de borracha, mas com o tempo de uso acabam adquirindo formato oval.
Quando puxado ou pressionado, o Círculo Mágico proporciona suave resistência para o treinamento. Ele pode ser incorporado a exercícios clássicos para elevar o nível de dificuldade. O Círculo Mágico dá resposta ao corpo de como ele está posicionado e quais músculos estão sendo usados. Seu objetivo não é oferecer grandes desafios de resistência, e nem tentar esmagá-lo ao meio, como a maioria das pessoas pensam.
Aparentemente, este é um dos únicos acessórios que foi inventado pelo próprio Joseph Pilates, a partir do anel de um barril. Bastante popular entre os estúdios, o Circulo Mágico pode ser utilizado em diversos exercícios e posicionado em diferentes partes do corpo, tornozelos, joelhos, mãos, ajudando a tonificar braços, peito, quadris e coxas.
Confira alguns exemplos:
Exercício para o Peito – deite de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão. Segure o círculo na altura do peito e posicione as mãos na parte exterior das empunhaduras. Inspire. Ao expirar, contraia os músculos peitorais e aperte o círculo.
Exercício para o Bumbum – deite-se de barriga para baixo com os joelhos dobrados. Coloque o círculo entre seus tornozelos. É um tanto complicado, por isso, até que você se acostume, peça para um amigo, ou instrutor ajudá-lo a colocá-lo na posição. Ponha uma mão sobre a outra, fazendo-as de travesseiro, e apoie a testa sobre as mãos. Inspire. Ao expirar, esprema os glúteos e pressione o círculo com os dois tornozelos.
Ponte com abdução e adução – a ponte é um exercício focado no bumbum e no core. Adicionando o Círculo Mágico, coxas interna e externa também serão trabalhadas. Deite de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão. Coloque o círculo entre a parte interna das coxas, logo acima dos joelhos. Force os músculos abdominais e levante cada vértebra do chão, até que você esteja na posição da ponte. Simultaneamente, aperte o círculo com a parte interna das coxas. Após ter feito esta série, coloque o círculo sobre a parte externa da coxa. Execute o mesmo exercício.
Revista Pilates


Dr Marcello Bastos Fisioterapeuta
Cfisio Reabilitação - Nova Iguaçu * Pilates 256 - Nova Iguaçu

Telefones 21 26693485 / 21 3488-0791

Nenhum comentário:

Postar um comentário